domingo, 4 de abril de 2010

Aula de Psicologia - Psicologia Científica

O berço da Psicologia Moderna foi a Alemanha no fina do século XIX:
Wandt, Weber e Fechner – Universidade de Leipzig.
Edward B Taichner (ingles) e Willian James ( americano).

A Psicologia Científica
 Passa ter status de ciência a medida que se “liberta” da Filosofia e passa a atrair novos estudiosos e pesquisadores, que sob os novos padrões de conhecimento passa a:
 Definir seu objeto de estudo – o comportamento, a vida psíquica e a consciência;
 Delimitar seu campo de estudo, diferenciando-o de outras áreas de conhecimento: Filosofia e Fisiologia;
 Formular métodos de estudo;
 Formular teorias.
 As teorias devem obedecer aos critérios básicos da metodologia científica – buscar a neutralidade do conhecimento científico.
 Os dados devem ser passíveis de comprovação.

O conhecimento deve ser cumulativo e servir de ponto de partida para outros experimentos e pesquisas da área.
Embora ela tenha nascido na Alemanha, é nos Estados Unidos que ela encontra campo para um rápido crescimento, resultado do grande avanço capitalista do país.
Nos Estados Unidos surgem as primeira abordagens ou escolas em Psicologia – dando origem a inúmeras teorias que existem atualmente.

Psicologia Científica e suas abordagens: Essas abordagens são:

 Funcionalismo de William James
(1842-1910);
 Estruturalismo de Edward Titcher
(1867-1927);
 Associacionismo de Edward L. Thorndike
(1874-1949).

O Funcionalismo:
Considerado primeira sistematização genuinamente americana de conhecimento da Psicologia. Uma sociedade que considerava o pragmatismo para seu desenvolvimento econômico, exige dos cientistas americanos o mesmo espírito.
A partir dessa premissa William James procura responder “o que fazem os homens” – para tal ele elege a consciência como o centro de suas preocupações/compreensão de seu funcionamento – homem a usa para adaptar-se ao meio.
O Estruturalismo:
Estuturalismo tem a mesma preocupação que o Funcionalismo – a Consciencia. Diferenciando de W. James, Titchner – seguidor de Wundt, quem usou o termo estruturalismo pela primeira vez, diferenciando do Funcionalismo – o método de observação de Ttchner, assim como Wundt – é o introspeccionalismo.
Os conhecimentos psicológicos são experimentais, produzidos a partir do laboratório.

O Associacionismo:
Principal representante é Edward L. Thorndike - foi formulado a partir de uma primeira teoria de aprendizagem na Psicologia. Sua produção de conhecimento pautava-se por uma visão de utilidade desse conhecimento. Muito mais do que por questões filosóficas que perpassam a Psicologia.
O termo associacionismo origina-se da concepção de que a aprendizagem se dá por um processo de associação das idéias – das mais simples as mais complexas: aprender do mais fácil para o mais complexo (associados).
Thorndike formulou a Lei do Efeito – grande utilidade para a Psicologia Comportamentalista.
 Todo comportamento de um organismo vivo
(um homem, um pombo, um rato, etc) tende a repetir, se nós recompensarmos (efeito) após sua ocorrência. E pela Lei do Efeito, o organismo irá associar essas situações com outras semelhantes. Ex: se apertarmos o botão do rádio, formos premiados com música, em outra oportunidade apertaremos o mesmo botão.

Principais Teorias da Psicologia no Séc. XX:
Psicologia enquanto ramo da Filosofia estudava a alma.
A Psicologia Científica nasce quando Wundt preconiza a Psicologia “sem alma”.
O conhecimento tido como científico passa então a ser aquele produzido em laboratório, com o uso de instrumentos de observação e medição. Se antes a Psicologia estava subordinada a Filosofia, a partir de então(Sec.XIX) passa a ligar-se a especialidades da Medicina, assumira, antes da Psicologia, o método de investigação das ciências naturais como critério rigoroso de construção do conhecimento.
Essa Psicologia científica, que se constituiu de três escolas : Associacionismo, Estruturalismo e Funcionalismo – foi substituída no século XX, por novas teorias.

As três mais importantes tendências teóricas da Psicologia neste século são consideradas por inúmeros autores como sendo: Behaviorismo ou Teoria (S-R) – do inglês: Stimulis-Respond – (Estímulo-Resposta); a Gestalt e a Psicanálise.

Behaviorismo:
O Behaviorismo que nasce com Watson e tem um desenvolvimento grande nos Estados Unidos, em função de suas aplicações práticas tornou-se importante por ter definido o fato psicológico de modo concreto, a partir da noção de comportamento (behavior).

Gestalt:
 A Gestalt, que tem seu berço na Europa, surge como uma negação da fragmentação das ações e processos humanos realizada pelas tendências da psicologia científica do Sec.XIX, postulando a necessidade de se compreender o homem como uma totalidade. A Gestalt é a tendência teórica mais ligada à Filosofia.

Psicanálise:
 A Psicanálise, que nasce com Freud, na Austria, a partir da prática médica, recupera para a Psicologia a importância da afetividade e postula o inconsciente como objeto de estudo, quebrando a tradição da Psicologia como ciência da consciência e da razão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário